Intérprete do Zé do Caixão revela que é medroso no Almanaque deste sábado


Criador de personagens horripilantes, o autor José Mojica Marins conta onde encontrou inspiração para suas obras.

O ‘Almanaque’ deste sábado, dia 12, comemora o aniversário do cineasta José Mojica Marins, mais conhecido como Zé do Caixão, no dia em que ele completa 75 anos de idade. A repórter Mônica Sanches entrevista o autor, que revela de onde veio a inspiração para criar o seu personagem mais famoso.

Na conversa, ele conta como desenvolveu seu estilo próprio de filmar, que inicialmente foi desprezado pela crítica e que passou a ser reverenciado, após seus filmes começarem a ser considerados “cult” no circuito internacional. José Mojica Marins faz uma revelação surpreendente sobre o que mais o atrai nestes personagens que provocam tanto horror no público. "A verdade é uma só: eu sou um covarde, medroso, e passei a interpretar estes personagens violentos para me superar. Só eu sei o medo que tenho", confessa. Marins explica que criou o Zé do Caixão depois de um pesadelo que teve, no qual um vulto o arrastava até seu próprio túmulo. Ele conta ainda que por falta de um ator que topasse se submeter à caracterização do personagem, resolveu ele próprio se transformar no Zé do Caixão. 


A entrevista da repórter Mônica Sanches com o autor José Mojica Marins vai ao ar no programa ‘Almanaque’, na madrugada deste sábado (dia 12) para domingo, às 00h05. 


Legenda: Repórter Mônica Sanches entrevista o criador do Zé do Caixão no programa ‘Almanaque’ da Globo News - Divulgação/ Globo News.



Mais novidades em www.redeglobo.com.br e @rede_globo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, sua opinião é importante para o blog.