A PRINCESA E O VAGABUNDO

Uma trama com muita ação, humor e emoção. Dia 01 de janeiro estreia ‘A Princesa e o Vagabundo’, especial de final de ano da Rede Globo, com Renato Aragão, livremente inspirado na história da princesa Anastácia. A autoria é do próprio Renato Aragão com Paulo Cursino, Marcius Melhem e Paula Amaral, a redação final, de Paulo Cursino, a direção-geral de Marcus Figueiredo e a direção de núcleo de Jayme Monjardim.

‘A Princesa e o Vagabundo’ conta a história do pequeno e fictício reino da Landinóvia, governado pelo Rei Lindolfo (Herson Capri) e pela Rainha Valentina (Maria Fernanda Cândido) . Na época das conquistas napoleônicas, esse reino é invadido e a recém-nascida princesa Lili (Livian Aragão) salva pelo vagabundo Didi (Renato Aragão).

Lili cresce sem saber que é uma princesa, mas, ao descobrir, faz de tudo para expulsar as tropas invasoras e recuperar o reino que era de sua família. Nessa missão, ela conta com a ajuda atrapalhada de Didi e seu inseparável ratinho Voltaire (animação 3D). “Nós caprichamos muito nesse especial. A qualidade da animação está ótima e conseguimos reunir um elenco incrível. É um programa para a família toda começar 2010 com esperança e alegria”, explica Renato Aragão.

Entrevista com o autor Paulo Cursino

Parceiro de Renato Aragão há mais de dez anos, Paulo Cursino participou dos roteiros dos filmes: ‘O Cavaleiro Didi e a Princesa Lili’ (2006), ‘Didi: o cupido trapalhão’ (2003) e ‘O trapalhão e a luz azul’ (1999). Cursino também foi redator de séries de humor como ‘Sai de baixo’ (1996) e ‘Sob nova direção’ (2003).

Como nasceu o especial e a ideia de misturar animação com imagens reais?
Paulo Cursino: O especial nasceu de uma ideia do Renato que adora misturar elementos de tramas conhecidas, sempre resultando em algo bem original. Já o conceito de misturar animação com imagens reais veio de uma necessidade. A princípio, o Renato havia pensado num cachorro como companheiro inseparável de Didi. Como não tínhamos muito tempo disponível, achamos que seria melhor um animal menor. Assim surgiu o ratinho Voltaire, que é todo em 3D e já vem treinado e com o texto decorado diretamente da prancheta dos animadores!

Você pode citar alguns ícones, filmes, livros ou pessoas que serviram de inspiração para o texto?
Paulo Cursino: A trama é livremente inspirada na história real de Anastasia Romanova. Mas há também toques de Charles Dickens e até de Chaplin. O mais difícil mesmo foi ambientar o período napoleônico. Tivemos que consultar vários livros para termos mais precisão histórica.

O especial traz um universo fantasioso e aborda valores como bondade e humildade. Que mensagens tem o programa?
Paulo Cursino: Acho que este é o especial menos fantasioso que já fiz com o Renato. Tirando um ratinho que anda sobre duas patas e age como gente, todo o universo é bem realista. Como em tudo que o Renato faz, há a valorização da humildade e da solidariedade. Mas neste programa fomos além, passando a importância da luta por um ideal. O personagem Didi no início da história é alguém que não quer se envolver em discussões políticas ou revoluções mas, quando a situação aperta, é obrigado a tomar partido e se engajar.

Qual a importância do ratinho Voltaire na história?
Paulo Cursino: Ele é fundamental! O ratinho Voltaire é pura metáfora, não foi por acaso que escolhemos este nome. O Voltaire verdadeiro foi um dos pais ideológicos da Revolução Francesa que tinha como lema a igualdade, a liberdade e a fraternidade. E, apesar de ser apenas um ratinho, o nosso Voltaire é livre, justo e fraternal. Ele representa a esperança em meio ao caos.

Entrevista com o diretor Marcus Figueiredo

Diretor, roteirista e ator, Marcus Figueiredo é mais um parceiro no time de Renato Aragão. Os dois trabalham juntos há cinco anos. Figueiredo dirigiu os filmes : ‘Didi, o caçador de tesouros’ (2006), ‘O Cavaleiro Didi e a Princesa Lili’ (2006) e ‘O Guerreiro Didi e a Ninja Lili’ (2008). Na Rede Globo, estiveram juntos nos especiais 'Poeira em Alto Mar' (2008), 'Deu a Louca no Tempo' (2009) e 'Acampamento de Férias' (2009).

O especial mistura imagens reais com animação em 3D, como foi a experiência de dirigi-lo?
Marcus Figueiredo: A imagem por computação gráfica é extremamente libertadora para o diretor, já que com ela podemos ambientar nossas histórias em lugares fantásticos, fantasiosos e mágicos. No caso de ‘A Princesa e o Vagabundo’, precisávamos criar um país, a Landinóvia, e ambientá-lo na Europa napoleônica do início do século XIX. Criamos uma vila totalmente virtual sendo invadida pelas tropas de Napoleão e o resultado ficou incrível.

Como se deu a escolha do elenco de "A Princesa e o Vagabundo"?
Marcus Figueiredo: Conseguimos uma composição maravilhosa graças ao diretor de núcleo Jayme Monjardim, ao Renato e às nossas produtoras de elenco Frida Richter e Dani Ciminelli. Acho que não poderíamos estar mais felizes com esse elenco.

Como é a parceria com o Renato Aragão?
Marcus Figueiredo: Renato é um grande ator multimídia, sempre presente em todas as etapas do processo, desde a concepção até a finalização. Trocamos muitas opiniões e ele é extremamente democrático. Trabalhamos juntos há mais de cinco anos e tenho muito orgulho dos nossos produtos no cinema e aqui na Rede Globo.

Quais as principais características do especial?
Marcus Figueiredo: Cada aspecto do projeto foi feito com esmero e carinho para que obtivéssemos um resultado final incrível. Casting, fotografia, figurino, caracterização, cenografia, direção de arte, produção, efeitos, tudo foi conduzido por profissionais experientes e comprometidos com as demandas da direção. Mas a inovação é a grande característica. Nosso ratinho 3D estará em quase 160 momentos do especial, haverá uma cena de mais de um minuto de duração na qual todo o cenário ao redor dos atores é virtual, e obtivemos um realismo surpreendente.

Você encontra mais novidades sobre a programação da Rede Globo no site www.redeglobo.com.br.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

Anônimo disse...

ai adorei
esse filme Renato contra cenando com sua filha +so ki ele tbm deveria aportunidades para as pessoas tbm

ai Renato essa mensagem e pra vc por favor me contrate falou bjs

PRIVUS disse...

Se ele ler essa mensagem, pode ter certeza que sim. Abração

Postar um comentário

Comente, sua opinião é importante para o blog.